+

+

O tema central desta Exposição Multimídia é a jornada espiritual dos artistas Biophillick e Paulo Vianna, na aldeia de “Real de Catorce”, no Estado de “San Luís Potosí”, no México.

 

Próximo a Real de Catorce existe um monte conhecido como ‘El Cerro del Quemado’, localizado em Wirikuta, o deserto, que para o Povo Wixáritari (como se autodenominam os huicholes) é um lugar sagrado onde nasce o sol. É precisamente neste monte que culminam as peregrinações dos centros cerimoniais de todas as comunidades Wixáritari, quando viajam a Wirikuta afim de se comunicarem com seus ancestrais e colher o jikuri (peyote). É lá onde encontram seus fundamentos como povo e sua essência divina, mantendo vivas suas lendas e tradições.

As temáticas que seguem, compõem o conjunto da Mostra Fotográfica e outros setores da Exposição, e representam o contexto cultural daquela região:

•             A ALDEIA CIDADE-FANTASMA as ruínas da cidade do tempo da mineração nas origens de Real de Catorce.

•             O DESERTO do território Wirikuta, território protegido dos Huicholes.  As montanhas, o “Cerro del Quemado”, Altar dos Huicholes. Terra de Sabedoria Ancestral.

•             O RITUAL DA CAMINHADA NO DESERTO, onde a sensibilidade deve fluir na busca da medicina espiritual.

•             A FOGUEIRA, TEMAZACAL. O fogo é um elemento importante, prévio ao ritual. O fogo, na fogueira, tem um papel transmutador. “Tatewari”, o Avô Fogo, elemento onde tudo é criado e destruído.

•             E O VIDEO ‘FORESTFIRE”. Que expõe Biophillick em constante estado de renovação e transmutação, imerso no fogo, coberto por flores, até se tornar um pássaro.